Atendimento: (86) 3221-0099

NOTíCIAS

Otorrino é uma especialidade ampla e atende a diversos tratamentos

A especialidade comporta uma rotina de consultório e procedimentos ambulatoriais

Tamanho da letra:
A
A
Publicado em: 29 de outubro de 2020

A otorrinolaringologia é uma especialidade da medicina que cuida de áreas importantes do nosso corpo, como nariz, seios da face, garganta e ouvidos. Dentre as principais funções que esse especialista avalia estão a respiração, audição, deglutição e cuidado com a voz e saúde das cordas vocais.

Segundo dados do último Censo realizado em 2018 pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL CCF), há aproximadamente um otorrinolaringologista para cada 24.024 habitantes no país. O otorrinolaringologista da Dmi Antônio Luís de Lima informa as características da profissão e suas aplicabilidades.

“Otorrino é uma especialidade que comporta uma rotina de consultório, procedimentos ambulatoriais, como cauterização, septo nasal que ocorre quando o paciente sangra, remoção de corpo estranho nasal e ontológico. Pode ser também realizado uma frenotomia lingual em crianças que tem a língua presa, por exemplo. Além de exames como a analisobroscopia, procedimento que vai do fundo do nariz e pode seguir até o final da garganta, podemos também realizar manobras, que é o que chamamos de reabilitação labiríntica para aqueles pacientes que têm tonturas e que não respondem habitualmente aos medicamentes prescritos”, explica.

A avaliação do otorrino é de suma importância para o diagnóstico correto e o tratamento das afecções. O tratamento depende de cada caso, podendo ser cirúrgico ou clínico. As principais doenças diagnosticadas pelo otorrinolaringologista são sinusites, rinites, alterações das cordas vocais, distúrbios de deglutição, paralisia facial, desvio do septo nasal, surdez, otites, perfuração do tímpano, labirintite, dentre outras.

O médico comenta ainda que a otorrinolaringolia é ampla e vai muito além da análise e tratamento de sinusite e rinite. “A especialidade é abrangente. O otorrino consegue lidar com várias situações, mas é claro que há subespecialidades como a plástica nasal, profissional que é especialista em Rinoplastia. Há a Otoneurologia para pacientes que são acometidos por tontura e temos também a otorrinopediatria e cirurgias endoscópicas nasais, que são rinologistas.  Inclusive tem otorrinos que fazem acesso para cirurgia de neurocirurgião. Ou seja, a especialidade não se resume somente a tratamento de rinite alérgica, sinusites, amigdalites”, finaliza o otorrinolaringologista.