Atendimento: (86) 3221-0099

NOTíCIAS

Psicóloga alerta para a importância do autocuidado e auto-observação

Ansiedade e depressão têm sido doenças mais recorrentes em atendimentos psicológicos

Tamanho da letra:
A
A
Publicado em: 16 de setembro de 2019

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem o maior número de pessoas ansiosas do mundo. Cerca de 18,6 milhões de brasileiros convivem com o transtorno. Ainda segundo a OMS, o país é o campeão de casos de depressão na América Latina. Essa doença será a mais incapacitante do planeta até 2020, na previsão da Organização.

“Depressão e ansiedade são os quadros mais recorrentes que chegam ao consultório. Em terceiro lugar o TOC. Muitas vezes mudanças no nosso cotidiano refletem também na qualidade de vida, nas nossas emoções. É uma linha muita tênue nossa saúde emocional. Fiquemos muito atento. É importante a auto-observação para identificarmos os fatores externos que refletem na nossa saúde emocional”, afirmou a psicóloga Catharine Muller.

A especialista da clínica DMI alerta também para a importância do autocuidado. "Tudo aquilo que você identifica que vem acontecendo diferentemente de como já se via, já se percebia, já se configura em um ponto que você precisa estar mais atento a si mesmo. Por exemplo, uma tristeza que se delonga por vários dias e não cessa. Uma aceleração, uma intolerância, uma irritabilidade, que antes não condizia com o seu dia a dia, com seu ritmo de vida”, ressaltou Muller.

Quando procurar um especialista é uma dúvida frequente na população. “Deve-se procurar ajuda quando perceber a predominância do desconforto: insônia, falta de apetite, tristeza ou reação exagerada a algo que aconteça. Situações que vão começando a acontecer de uma forma constante e que começam a refletir na nossa qualidade de vida. Mas além de momentos como esses, a terapia também é uma grande ferramenta para autoconhecimento, prevenção, que reflete na qualidade de vida, no bem-estar”, frisou a psicóloga Catharine Muller.